terça-feira, 12 de janeiro de 2016

[Leia Online] Where One Goes - B.N. Toler

Where One Goes O que acontece quando a coisa que arruína sua vida acaba sendo a que te salva?
Eu nunca fui de acreditar em espíritos - até que seis anos atrás um acidente arrepiante mudou minha vida... para sempre.
Meu nome é Charlotte, mas a maioria das pessoas me chamam de Char… e eu tenho um dom especial.
Eu converso com os mortos.
Não se confunda, não posso chamá-los. Só consigo conversar com os espíritos que estão perambulando incapazes de fazer a travessia. Eles de alguma maneira estão presos no mundo com algum assunto inacabado. E por seis anos, eu usei bastante meu dom para ajudar suas almas perdidas.

Click Na Imagem Para Baixar

Mas tudo vem com um preço. Minha vida é de escuridão. Me sentindo deprimida, comecei a querer desistir. E ajudando com a morte, percebi que não me permitir viver. Sem dinheiro, sem lugar para viver e o mais importante... sem esperança, decidi que só tenho uma opção - acabar com tudo.
Entretanto o destino é engraçado. Um minuto, estou a ponto de pular para a morte, e no minuto seguinte, sou salva por Ike McDermott. O soldado forte e surpreendente me impediu de colocar um fim no meu desespero. Ele é o tipo de cara que quando sorri ilumina todo o ambiente.
Doce e gentil.
Ele é o meu salvador.
E ele está morto.
Nós fizemos um acordo. Ele irá me ajudar a arrumar um lugar para ficar e um novo emprego e eu irei ajudá-lo com seus negócios inacabados para que ele possa fazer a travessia.
O assunto inacabado de Ike envolve seu irmão gêmeo, George. George está desmoronando desde a morte de Ike e Ike não consegue passar para o outro lado em paz até que saiba que George ficará bem.
Quando eu concordei em ajudar, pouco sabia que eu me apaixonaria pelas charmosas pessoas de Bath County, e… por Ike e George McDermott.
Agora, enquanto seu irmão tem metade do meu coração, estou de frente com uma situação cruel e nada justa. Salvando George, eu devo deixar Ike ir.
Entretanto como que alguém abre mão de metade do seu coração?

Nenhum comentário:

Postar um comentário