domingo, 24 de janeiro de 2016

Insufferable Proximity - Vol. 2 - Z. Stefani

Insufferable Proximity 2 (Insufferable Proximity, #2)
Click Na Imagem De Capa Para Baixar

Depois de sobreviver a uma noite do inferno com o sabotador, Julian eo Céu tentativa de voltar a uma vida normal.A noite continua …"Eu vou voltar!" Gavin gritava como um louco enquanto três policiais o levavam para fora da casa."Cale a boca." Um dos policiais latiu enquanto puxava Gavin pelo braço.Durante o movimento abrupto, Gavin notou a falta de aperto em seu pulso direito. Instantaneamente percebeu que a algema não foi bem presa. Só rezava para que os policiais não tivessem notado também. Ou o primeiro policial tinha esquecido de trancá-la devido a todo o caos, ou as algemas estavam com defeito.
De qualquer maneira, Gavin estava determinado a tirar o máximo de proveito da sua negligência. Gavin foi discreto enquanto eles se dirigiram para o meio do gramado. Dois dos policiais que o escoltavam, se afastaram uma vez que Gavin parou de gritar. Assumiram que como havia se acalmado, não era mais uma ameaça. Gavin conseguiu controlar seu sorriso sobre sua tolice.Gavin estava observando a área, à procura de um possível lugar para se esconder. Se fosse capaz de fugir, iria se esconder até que tivesse chance de correr. Foi quando ouviu Julian e Heaven conversando, planejando seu futuro.Julian e Heaven ficaram no meio do gramado da frente. Os grandes braços musculosos de Julian em torno dela, pressionando-a firmemente contra seu corpo. Ele não podia deixá-la ir. Compartilharam um momento de silêncio, abraçados como se dependessem disso para salvar suas vidas enquanto o caos ao redor continuava. As sirenes soavam, luzes vermelhas e brancas brilhavam e metade da força policial estava espalhada em todo o quintal, mas eles não percebiam nada disso."Acabou", disse Heaven, quando olhou para Julian, "finalmente acabou. Agora podemos estar juntos sem perigo, sem Gavin, contrato ou regras.""Vamos nos casar logo pela manhã Princesa." Julian disse abaixando-se para plantar um beijo em seus lábios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário