segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Terra Ardente - Terra Ardente

Karen tem má fama na cidade e no seu encalço dois fazendeiros que, em pleno século XXI, ambicionam tomar a sua propriedade. Com a vida em risco, ela tenta cuidar da avó e do filho. Se for preciso, seduzirá o delegado de polícia de Matarana para protegê-la – um caubói da lei que se comporta como se fosse um xerife durão do Velho Oeste. Mas Karen não é a única mulher em apuros. A jornalista Nova Monteiro investiga um latifundiário suspeito de aliciar trabalhadores. O que ela não sabe, porém, é que, segundo boatos, a chuva de cinzas na estação do estio não é somente das queimadas, mas também dos corpos dos forasteiros que se metem com os poderosos da região. Assim, ela faz duas descobertas: que luta pela causa errada e que o amor verdadeiro é um sentimento bruto que pode nascer do medo. O que dizem sobre Terra Ardente: "Liguem o ar condicionado e tirem as crianças da sala, pois Terra Ardente é um livro escrito para deixar o leitor em chamas". (Lívia & suas Carolinices); "Janice conseguiu montar toda a obra com pausas nos pontos certos, que nos deixam ansiando por mais o tempo todo". (Conjunto da Obra); "As personagens são as mais diversas possíveis e, ao mesmo tempo, apaixonantes". (Minha Vida Literária); "Janice Diniz conseguiu nos entreter com caubóis maravilhosos, sexys e que transbordam masculinidade em cada gota!" (Nessa News); "Ação, romance, bom humor, tudo na narrativa de “Terra Ardente” se complementa". (Livros & Fuxicos); "Um personagem chega de fininho e parece conquistar o coração de todas as leitoras". (Seja Cult).




Nenhum comentário:

Postar um comentário